Policial

Violência nas ruas

Populares acalmaram vítimas na Avenida Tancredo Neves (Foto: Aílton Santos)

A quinta-feira começou com muita violência no trânsito de Cascavel. Já nas primeiras duas horas da manhã seis vítimas foram encaminhadas para atendimento hospitalar por meio da regulação do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Três delas ficaram feridas no mesmo acidente na Avenida Tancredo Neves, esquina com a Rua Rio de Janeiro, cruzamento recém-aberto por conta das obras de reforma da Tancredo. Um dos motociclistas furou a preferencial e as duas motocicletas se chocaram. Duas pessoas ficaram em estado grave.

Até o meio-dia, cinco acidentes de trânsito foram registrados na cidade e apenas um deles não envolveu motocicleta, segundo o Corpo de Bombeiros, que socorreu as vítimas.

“O sistema esteve apertado, emprestamos várias macas e tivemos retenções pontuais nas UPAs [Unidades de Pronto-Atendimento] e no HU [Hospital Universitário]”, conta o diretor-técnico do Consamu (Consórcio Intermunicipal Samu Oeste), Rodrigo Nicácio.

O HU, que diz estar superlotado desde a semana passada, começou a chamar pacientes novamente e, segundo a assessoria de imprensa, a situação está se normalizando apesar de a demanda ainda ser grande.

De manhã, foram três pessoas encaminhadas ao hospital. Mas com a quantidade de acidentes de trânsito o sistema ficou tumultuado. “São ocorrências ao longo do dia que impedem que os pacientes que aguardam vaga sigam para o hospital. Temos nove casos ortopédicos aguardando vaga. Chegamos a 15 durante a semana”, lamenta Nicácio.

 

Colisão na PR-180

Um acidente deixou uma idosa ferida na tarde de ontem na PR-180 em Cascavel. Foi perto do Distrito de São Salvador.

Uma Saveiro e um Astra se envolveram na batida. O motorista do Saveiro contou que parou na pista para esperar um ônibus que estava na frente e que entraria em uma estrada vicinal. Como o local não tem acostamento, o motorista do ônibus precisou reduzir a velocidade e não tinha para onde jogar o veículo para poder acessar a estrada. O condutor da Saveiro conseguiu segurar, mas o motorista do Astra que vinha atrás não freou a tempo e bateu na traseira do outro carro, ficando com a parte da frente destruída.

O motorista do coletivo chamou o Corpo de Bombeiros, que atendeu uma idosa que estava no Astra e teve ferimentos moderados.

FOTO DO BOX

12 –

Astra teve a parte da frente destruída; idosa ficou ferida