Esporte

USA Gymnastic sem status olímpico

O Comitê Olímpico dos Estados Unidos iniciou processo de descredenciamento da USA Gymnastic, a federação norte-americana da modalidade. Com a decisão, a entidade deve perder seu status olímpico e representatividade diante dos atletas do esporte. O descredenciamento é mais uma consequência do escândalo sexual protagonizado pelo médico Larry Nassar, que está preso.

Em carta aberta à comunidade da ginástica americana, a CEO do Comitê Olímpico, Sarah Hirshland, disse que os atletas "merecem algo melhor" e que os desafios enfrentados pela USA Gymnastic são maiores do que a entidade consegue encarar.

Segundo a dirigente, a federação continuou cometendo erros mesmo após mudar a formação do seu conselho de gestão. "Esta é uma situação onde não há soluções perfeitas", declara Hirshland.