Policial

Trânsito já matou 36 pessoas em Cascavel

Evaldo seguia para o trabalho quando foi atingido por um ônibus (Foto: Aílton Santos )

Homem de 33 anos seguia para o trabalho quando foi atingido por um ônibus

Cascavel - O excesso de velocidade e a imprudência são algumas das causas das 36 mortes no trânsito registradas somente este ano em Cascavel. O número é 20% menor do que no mesmo período do ano passado, quando 45 pessoas perderam a vida nas ruas e nas rodovias da cidade.

A última delas aconteceu ontem pela manhã. Evaldo Júnior de Souza, de 33 anos, seguia para o trabalho em um Vectra pela Rua Indira Gandhi quando, no cruzamento com a Avenida Tancredo Neves, bateu em um ônibus metropolitano. O cruzamento é sinalizado com semáforo.

O condutor do coletivo - que seguia para Santa Tereza do Oeste - contou que seguia na avenida e, como o sinal estava verde, não teve tempo de frear. Dentro do ônibus havia apenas dois passageiros e ninguém se feriu.

Socorristas do Siate (Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergência) foram acionados, mas a vítima já estava morta. Foi necessário o uso do desencarcerador para retirar o corpo de Evaldo.

Nesta semana outras duas pessoas perderam a vida em um acidente na BR-277, em frente à Coopavel, no Parque São Paulo. Jheferson Evandro Romero, de 19 anos, e Alisson Santana Cardoso, de 22, também seguiam para o trabalho em uma motocicleta e colidiram frontalmente em um caminhão durante uma ultrapassagem.