Esporte

Só jogo decisivo

Após dois anos de muita disputa as Eliminatórias Sul-Americana para a Copa do Mundo de 2018 chegam ao fim nesta terça-feira, com cinco jogos marcados para iniciarem simultaneamente às 20h30 (de Brasília), válidos pela 18ª e última rodada. Com apenas o Brasil garantido, Uruguai, Chile e Colômbia tem jogos complicados pela frente mas dependem apenas de si mesmo para ficar com a vaga. Por outro lado, a Argentina corre o risco de não conseguir se classificar nem para a repescagem. O Paraguai também tem chances de se garantir no Mundial.

Garantido na Copa do Mundo há três rodadas, o Brasil recebe o Chile no Allianz Parque, em São Paulo, vivendo um dilema: se vencer termina mais líder do que nunca e se for derrotada pode complicar a vida da Argentina - seu maior rival no futebol. O Chile está na terceira colocação com 26 pontos e se chegar aos 29 não pode mais ser alcançado pelos argentinos, que jogam fora de casa diante do Equador, no Estádio Olímpico Atahualpa, precisando a todo custo dos três pontos.

Outro time que está bem próximo da vaga é o Uruguai. A Celeste recebe a Bolívia e dependendo de uma combinação de resultados, pode se classificar até com um empate no Estádio Centenário, em Montevidéu. Já os bolivianos apenas cumprem tabela.

Já no embate mais aguardado da noite o Peru recebe a Colômbia em Lima. Na terceira colocação com 26 pontos, os visitantes dependem apenas de si para ficar com a vaga. Porém se os donos da casa vencerem serão eles que avançarão. Em caso de empate, as duas seleções podem se complicar, caso Argentina vença o Equador. O que não há duvida é que uma das duas seleções irá para a repescagem.

Paraguai e Argentina

O Paraguai é outra seleção que corre por fora de olho na vaga. Com 24 pontos, o time paraguaio está em sétimo e recebe a lanterna Venezuela no Estádio Defensores del Chaco precisando vencer e torcer por tropeço de menos duas das quatro seleções ao seu alcance (Chile, Colômbia, Peru e Argentina) para, no mínimo, garantir vaga na repescagem. Já a Argentina, também fora da zona de classificação direta e da repescagem, precisa vencer o Equador e torcer por pelo uma das três possibilidades: Chile empatar ou perder para o Brasil; Peru e Colômbia empatarem; Peru vencer a Colômbia por um saldo menor que o da Argentina contra o Equador (ex: Argentina 2 a 0 e Peru 1 a 0). Entretanto, há possibilidades dos argentinos irem à Copa até mesmo com derrota nesta noite.