Policial

Mariana será a primeira mulher a chefiar a 15ª SDP

Nagib rasga elogios a Mariana, que vai comandar a Polícia Civil de Cascavel (Foto: Bethania Davies)

Depois de a Secretaria Estadual de Segurança Pública definir os nomes da cúpula da Polícia Civil do Paraná no Governo Ratinho Junior, a instituição inicia a partir de agora a nomeação dos novos delegados subdivisionais em todo o Estado.

Em Cascavel, mudança já confirmada é a saída do delegado Nagib Nassif Palma, que troca a chefia da 15ª SDP (Subdivisão Policial) pela chefia da 13ª SDP, em Ponta Grossa. No lugar dele assume a delegada Mariana Vieira, que até então chefiava a Delegacia de Homicídios. Mariana é a primeira mulher a assumir o comando da Delegacia da Polícia Civil de Cascavel.

As mudanças em relação aos cargos dos delegados Mariana e Nagib foram oficializadas pelo DPC (Departamento de Polícia Civil) pelas Portarias 43 e 44, datadas de 4 de janeiro, e, embora a DPI (Divisão Policial do Interior) ainda não tenha definido a data da transmissão de cargo, os delegados falaram sobre a troca de chefia na manhã dessa segunda-feira (14).

Mariana tem 36 anos e já atuou nas Delegacias de Céu Azul e Santa Tereza do Oeste, Delegacia da Mulher de Cascavel e atualmente está à frente da Delegacia de Homicídios de Cascavel.

Mariana é especialista em Direito Público e pós-graduanda em Segurança Pública e Atividade Policial. Na Polícia Civil desde 2009, é a primeira mulher a assumir a chefia da 15ª SDP e disse que se empenhará em dar continuidade aos resultados que Nagib vinha alcançando.

Segundo ela, o fato de ter nascido e se criado em Cascavel traz uma responsabilidade ainda maior: “Essa é minha cidade, é minha origem, onde eu moro com a minha família, então não é exagero eu dizer que tenho um carinho especial por essa cidade. Para desenvolver essa missão, trarei algumas práticas que já adotei nas outras unidades, em especial a DH [Delegacia de Homicídios], que é fazer um trabalho policial com excelência desde um primeiro atendimento até o fim, com profissionalismo e tecnicidade”.

Perfil operacional

De acordo com Nagib Nassif Palma, a remoção de profissionais é um movimento natural com a mudança de governo. Ele aproveitou a ocasião para listar os resultados alcançados em oito meses à frente da 15ª SDP e agradeceu aos servidores da sua equipe e às demais forças policiais de Cascavel, que contribuíram com a Polícia Civil. “O bom resultado das nossas ações surtiram reflexos na criminalidade da região e, por essa razão, fui escolhido e requisitado para a cidade de Ponta Grossa, a qual necessita de um perfil mais operacional. Ponta Grossa é a maior subdivisão do Estado e acharam que meu perfil caberia bem lá”.

Segundo Nagib, a delegada Mariana Vieira tem esse mesmo perfil operacional, foi escolhida para continuar a linha de trabalho que já vinha sendo desenvolvido: “A doutora Mariana, embora jovem de idade e de carreira, está totalmente capacitada porque já mostrou isso em números e ela fazia parte principal da minha equipe. Ela é, sem prejuízo aos demais, um dos meus braços-fortes aqui e dentro de todo esse trabalho que foi feito”, elogiou Nagib.

Cronograma de nomeações

A DPI não confirmou quem preencherá o cargo que fica vago na Delegacia de Homicídios nem os nomes para os demais cargos em Cascavel e nas cidades de abrangência da 15ª SDP.

Para a função de superintendente da 15ª SDP, especula-se o nome do investigador Everton Klauss, que hoje atua como investigador na DH de Cascavel.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil no Paraná, a cúpula tem até 30 dias para definir todos os nomes do segundo escalão, o qual ficará responsável por nomear os novos delegados em outros 30 dias.

Veja a entrevista coletiva na íntegra: