Mais infraestrutura ao Santa Felicidade

Asfalto na Rua Antônio Victor é um sonho dos moradores do Bairro Santa Felicidade (Foto: Aílton Santos)

Vera Lucia dos Santos mora há mais de duas décadas no Bairro Santa Felicidade e nunca viu o asfalto chegar à Rua Antônio Victor. “É um sonho muito antigo ver esta rua asfaltada, mas pelo jeito é algo difícil de acontecer”, diz.

A moradora conta ainda que, além do asfalto, caminhar à noite pela Antônio Victor já se tornou algo perigoso, por conta da precariedade da iluminação pública. “Está bem escura, quase nada iluminada”, ressalta.

Lixo

Como se não bastasse a necessidade de asfaltamento e a falta de iluminação, os moradores ainda contam que a Antônio Victor serve como depósito de lixo, já que é cercada pelo mato alto. “Pessoal vem aqui e joga lixo na rua, no mato com muita frequência. É feio de ver”, lamenta Vera Lucia.

Copos descartáveis, garrafas de plástico, embalagens e até inertes que são despejados em local público e próximo a residências. Todo esse acumulado de resíduos sólidos tem provocado outro problema: ratos, baratas e muitos insetos dentro das casas.

Os problemas apontados por Vera Lucia já estão na lista do presidente do bairro, Valmir Neves, mais conhecido como Paçoca. Ele comenta que há anos a luta por mais infraestrutura na Antônio Victor é motivo de cobrança frente ao poder público. “É um sonho do povo”, relata.

Falta saneamento

O presidente do Bairro Santa Felicidade, Valmir Neves, explica que não são todos os moradores que possuem saneamento básico dentro de casa. Muitos ainda aguardam a a ligação do imóvel à rede coletora de esgoto, o quer permite um tratamento individual da água.

“Praticamente a metade do bairro não tem esgoto. É uma situação bem tensa, mas estamos sempre lutando por isso”, garante Neves.

Parque ambiental

Outro projeto que tem criado expectativas entre os moradores do Santa Felicidade é a implantação de um parque ambiental, assim como é feito hoje no Morumbi, com a construção do Ecopark.

Neves lembra que o projeto possui recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e tem maquete pronta e já apresentada à população local. Porém, o presidente do bairro lembra que depois do início das obras no Morumbi, o parque ambiental do Santa Felicidade não saiu do papel.

“Houve uma conversa de que como a prefeitura está fazendo o [parque] do Morumbi, aqui não ia mais sair. Infelizmente, até agora não saiu nada mesmo, e a gente segue esperando”, afirma.

Sinalização

Cinco anos à frente da Associação de Moradores do Santa Felicidade, Neves também sabe reconhecer as conquistas. Uma delas é a sinalização das ruas, que segundo ele, estão sempre em boas condições. “Quando vejo qualquer coisa faltando, uma pintura a ser feita, já vou atrás da solução”, pontua.

A instalação de uma ATI (Academia da Terceira Idade) e de uma quadra de gramado sintético são outros projetos já finalizados e que tem garantido o bem-estar e qualidade de vida dos moradores. “Toda noite tem crianças e adolescentes jogando lá na quadra. Isso é muito bom”, diz Neves.

USF mais próxima

No Santa Felicidade, Neves comenta que a Unidade Básica de Saúde funciona muito bem. Tem médico, enfermeiro e equipes preparadas para atender os pacientes. Porém, a possibilidade de implantar uma USF (Unidade Saúde da Família) está cada vez mais próxima, o que deve contribuir ainda mais à saúde da população. “Estou tratando com os responsáveis na Secretaria da Saúde para que nosso bairro seja contemplado com uma USF. Se isso ocorrer, toda a família será beneficiada”, reitera.