Cotidiano

Estudantes aprendem conectados com o meio à sua volta

(Foto: Divulgação )

Aulas ao ar livre viram rotina

Deus nos deu o maior espaço educacional possível de existir: a natureza! O contato com plantas, animais, estar ao sol e a céu aberto conecta a criança à sua própria essência. Também é uma oportunidade de demonstrar que a escola faz parte do todo, do meio em que vivem. Pois não somente aquilo que é natural estará disponível nos espaços abertos; também é uma ótima experiência para se identificar a ação do homem e relacionar com as mudanças que ocorrem neste meio.

As atividades ao ar livre levam os alunos a gostar mais da escola e se sentirem envolvidos e engajados em experiências de aprendizagem autênticas e relevantes. Com isso, conseguem perceber a importância de conhecer e zelar pelo ambiente e pelo patrimônio material que constitui o pátio da escola, a praça, as ruas e demais espaços abertos. Desenvolver este cuidado envolve responsabilidade e faz com que percebam seu papel enquanto cidadãos.

No Colégio Santa Maria esse tipo de atividade vem sendo realizada praticamente todos os dias. Tanto os pequenos da educação infantil quanto os maiores, já no Ensino Médio, têm oportunidades de estudar ao ar livre. Tais atividades envolvem desde projetos complexos de trilhas e imersão na natureza, até atividades simples como um passeio pelo pátio da escola. Sempre que possível alunos e professores deixam a sala de aula, com suas regras próprias, e passam a ocupar outros ambientes. Não se trata de não existir regras no espaço aberto, mas sim de traçar novos objetivos e segui-los.

Como exemplo, os alunos do 3º ano A, da professora Francieli, foram até o jardim do colégio para apreciarem e pesquisarem a diversidade das flores existentes, observando cores, texturas e tamanhos. Este exercício foi de observação e registro, porém, apenas ocupar e aproveitar este espaço também é algo bastante válido, foi o que os alunos do Nível 4A/5A, da professora Elisangela, fizeram: eles aproveitaram a manhã de sol para estudar na área externa do colégio e se sentiram muito felizes por isso. Já os alunos do 5º ano A, da professora Deisi, desenvolveram uma longa atividade na horta do colégio. Desde o plantio de alface, acompanhamento e cuidados durante o desenvolvimento, até a colheita e o momento de saborear a verdura.

Desenvolver exercícios como estes, ocupando lugares além da sala de aula, proporciona a professores e alunos o reconhecimento de valores como liberdade, respeito e responsabilidade. Cada participante se torna um agente em prol do conhecimento, pois explora o espaço e contribui com a própria aprendizagem.