Cotidiano

Conflito indígena é tema de reunião em Cascavel

Cascavel - O Sindicato Rural de Cascavel recebe nesta sexta-feira (7) a última reunião do ano do Nurespop (Núcleo Regional dos Sindicatos Rurais do Oeste do Paraná). O principal ponto da pauta da reunião é o conflito entre produtores rurais e índios em Terra Roxa, Altônia e Guaíra, situação bastante agravada nos últimos meses. O encontro começa às 8h30, no auditório do sindicato de Cascavel.

Os problemas com a demarcação indígena começaram em outubro, após a Funai (Fundação Nacional do Índio) publicar no Diário Oficial da União a demarcação de áreas. O despacho apresentava o resultado de um estudo coordenado pela antropóloga Marina Vanzolini Figueiredo que identificou uma área de aproximadamente 24 mil hectares, dividida em duas glebas e áreas de ilhas que poderiam abrigar uma população indígena estimada em 1.360 pessoas (os dados são de 2013). Porém, nessa área estão 172 propriedades rurais legalizadas e produtivas.

A decisão está suspensa pelo TRF (Tribunal Regional Federal) após intervenção da Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná) desde 7 de novembro. Apesar de aliviar as tensões dos produtores, a situação está longe de ser resolvida.

Durante a reunião, o presidente do Sindicato Rural de Terra Roxa, Vagner da Silva, contará como a situação está sendo conduzida, como estão os ânimos e quais caminhos os produtores têm adotado para defender sua propriedade.

Após isso, a pauta continuará com trâmites normais do Núcleo como prestação de contas, ações do Senar-PR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Paraná) na região entre outros.