Polícia

Polícia responde ameaça de bandidos com mega operação entre MS e PR

Karine Demezuk

13/07/2013 às 00:00 - Atualizado em 01/09/2014 às 22:47

Após a incineração de dois carros em um posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal), em Mundo Novo, uma mega operação é desenvolvida em rodovias entre Mato Grosso do Sul e Paraná para revidar a ação dos criminosos.

Os inspetores tiveram veículos particulares incendiados na quinta-feira, após a interceptação de uma grande carga de cigarros contrabandeados. Eles acreditam que a ação dos criminosos represente uma retaliação ao serviço intensificado. “Fizemos várias operações. Iniciamos ontem [quinta-feira] mesmo uma operação em parceria com policiais federais e de outras instituições. Além disso, enviamos helicópteros e vários policiais para a fronteira e outros para averiguar e reprimir ainda mais os criminosos e mostrar que o estado não pode se curvar a essas ações”, explica um inspetor da PRF do Mato Grosso do Sul, que preferiu não se identificar.

A retaliação as operações policiais chega também a região centro-oeste e sul do País. As quadrilhas articulam ações para desestruturar o trabalho de fiscalização da polícia. O mesmo é feito por contrabandistas colombianos, que tentam amedrontar os órgãos fiscalizadores com medidas agressivas. 

REVANCHE

A mega operação contará com cem inspetores da PRF (Polícia Rodoviária Federal) do MS. Também está prevista a participação de diversos grupos policiais, equipados até mesmo com helicópteros. Não existe previsão para o fim do serviço intensificado. “É uma operação grande e sem tempo para terminar. O foco principal será em Mundo Novo, mas também irá atingir as regiões da fronteira em modo geral no Mato Grosso do Sul com vistas focadas no Paraná e no Paraguai também”, explica o inspetor da PRF do MS.

Chefe de contrabando é identificado

Após investigações, agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal), do Mato Grosso do Sul, identificaram o mandante dos incêndios nos dois veículos, pertencentes a agentes que trabalham no posto rodoviário de Mundo Novo.

Por enquanto, a identidade não será revelada para não atrapalhar as investigações. O acusado é suspeito de liderar outras quadrilhas que atua no Mato Grosso do Sul e em outras regiões do Paraná.

CASO

Um comboio com três carretas lotadas de cigarros contrabandeados foi apreendido na noite de quinta-feira pela PRF de Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul. Pouco tempo antes, outra carga foi interceptada.

Enquanto os policias levavam as carretas para a Receita Federal, os contrabandistas atearam fogo em dois carros particulares que estavam estacionados no posto da PRF.

Publicidade
Publicidade
Publicidade