Polícia

Por ciúmes, homem mata mulher e enteado a facadas

Marcos Mantovani

04/03/2012 às 00:00 - Atualizado em 01/09/2014 às 22:32

<galeria />

Cascavel - Um homem de 35 anos assassinou a esposa e seu enteado a facadas na madrugada de ontem em um apartamento no centro de Cascavel. De acordo com informações da polícia, Claudio Ozanski teria discutido com sua companheira e em seguida cortado a garganta dela com uma faca. Maria Stella Martins Crema, 42, que trabalhava como auxiliar de enfermagem, sofreu um corte tão profundo no pescoço que por pouco não teve a cabeça desmembrada do corpo.

O filho dela, Pedro Luiz Henrique Crema Machado, 20, ao tentar defender a mãe, também foi golpeado. Claudio desferiu sete facadas no tórax do rapaz, que também não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Após os crimes, o acusado fugiu do local e procurou refúgio na casa de parentes no Bairro Morumbi, em Cascavel, onde foi preso poucas horas depois.

A polícia foi acionada por vizinhos que chamaram por socorro assim que começaram a ouvir a gritaria, porém ao chegar no local encontrou apenas os corpos já sem vida. Maria estava na cama e o filho no chão do quarto.

No local ainda estava uma senhora portadora de deficiências física e mental, que não chegou a ser agredida. De acordo com informações, a senhora presenciou todo mas, por sua condição, nada pôde fazer. Havia muito sangue espalhado pelo apartamento.

Maria foi a primeira mulher vítima de homicídio este ano em Cascavel. A família dela seria de Londrina e até o fim da manhã de ontem ninguém tinha comparecido ao IML (Instituto Médico Legal) para liberação dos corpos. Pela manhã apenas a namorada de Pedro esteve na delegacia, acompanhada por familiares,  e nada quis falar sobre o assunto.


Em depoimento, Claudio disse que
se arrepende do que fez

O acusado foi preso poucas horas 

No meio da manhã de ontem, o acusado foi apresentado para a imprensa. Claudio disse que vai se pronunciar apenas em juízo e que seria usuário de medicação controlada.

De acordo com o delegado responsável pelo Setor de Homicídios da 15ª SDP (Subdivisão Policial), Luis Rogério Ramos Sodré, após matar esposa e enteado o acusado teria tomado um banho, trocado de roupas e saído tranquilamente pela portaria do prédio, usando a senha de Pedro para desativar a trava da porta. (veja vídeo abaixo)

O acusado foi detido na casa de parentes no Bairro Morumbi, zona norte da cidade. “Quando chegamos ao local, Claudio limitou-se a dizer que tinha cometido um erro e seguiu com os policiais sem resistir”, disse Sodré.

Em depoimento, o acusado confessou ter assassinado mãe e filho. Disse que as brigas eram constantes e que, desta vez, acabou perdendo a cabeça.

Segundo Sodré, Claudio foi preso em flagrante por duplo homicídio qualificado e deverá ficar isolado dos outros detentos por questão de segurança.

Segundo duplo homicídio na semana 

Nos últimos oito dias em Cascavel, o Setor de Homicídios registrou nove assassinatos. Cinco vítimas forma mortas com disparos de arma de fogo e quatro a facadas.

O de ontem foi o segundo duplo homicídio da semana. No primeiro, que também chamou muito a atenção da população, foi registrado na segunda-feira, quando um casal assassinou dois empresários, também a golpes de facada.

Jair Pereira e Rodrigo Federhen levaram, juntos, 60 facadas. O casal acusado foi preso em flagrante quando tentava se livrar dos corpos, que estavam dentro do veículo de uma das vítimas.

Segundo o delegado Luis Sodré, foi uma semana atípica, mas muito violenta. “É difícil evitar crimes contra a vida, porém a polícia tem agido de forma rápida e prendido os acusados”, afirma. Até o fechamento desta edição, Cascavel já tinha contabilizado 38 mortes violentas desde 1º de janeiro deste ano.

Publicidade
Publicidade
Publicidade