POLICIAL | MORTES 11/01/2017 08H17

Quase 70% das mortes foram com armas de fogo

Cascavel - Registrando quedas consecutivas no número de mortes violentas nos últimos quatro anos, Cascavel contabilizou no ano passado 84 casos, índice 6% maior na comparação com o ano anterior, que terminou com 79 óbitos desta natureza. Este foi o primeiro aumento nas mortes violentas desde 2012, anos mais sangrento da história da cidade.

Conforme dados levantados pela reportagem do O Paraná, de todas as mortes violentas registradas em Cascavel no ano passado, 58 foram com arma de fogo, o que representa 69% do total. O segundo meio mais empregado foi a faca, com 18 casos - ou seja, 21%. Ainda foram cinco mortes por agressão (6%) e três por asfixia (4%). “Apesar de todo o trabalho preventivo que vem sendo feito e que já representou uma diminuição muito grande, inclusive no número de homicídios na cidade de Cascavel desde 2012, a arma de fogo ainda é o instrumento mais utilizado nos crimes contra a vida”, destaca a delegada Mariana Vieira, da Delegacia de Homicídios.

Segundo ela, o número elevado de homicídios praticados com arma de fogo mostra que os autores estavam determinados em consumar o crime. “O homicídio praticado com arma de fogo mostra que a pessoa realmente tem a intenção de matar, que ela está disposta a alcançar o objetivo que se destinou”, pontua Mariana.

COMPARTILHE:

Comentários

Ao utilizar este espaço - enviando comentários - você automaticamente declara que concorda com os Termos de Uso do site.