COTIDIANO | 05/01/2017 17H06

Acic lamenta a morte do ex-presidente Torres

Torres foi presidente da Acic por dois mandatos - Assessoria

É com grande dor e pesar que diretores, associados e colaboradores da Acic receberam a notícia do acidente aéreo com a família do ex-presidente José Torres Sobrinho, ocorrido nesta quinta-feira. Torres era piloto há cerca de cinco anos e se dirigia com a mulher, Solésia, a filha Gabriela o genro Fábio Brandalise, no Mato Grosso.

O acidente ocorreu durante o procedimento de pouso, em uma pista na cidade de Tangara, onde Torres tinha negócios. O ex-presidente da Acic e a esposa faleceram no local. A filha e o genro foram conduzidos ao hospital. O empresário faria 60 anos no próximo dia 10 de janeiro. Ele atuava nos ramos de seguros, construção civil e também tinha negócios nas áreas agrícola e pecuária.

Como presidente da Acic, José Torres Sobrinho deixa um grande legado. Homem de pulso firme e posições convictas, deu importante contribuição à modernização interna da entidade e nas fases finais de construção do Edifício Rui Barbosa, que desde junho deste ano abriga a associação comercial. De forte atuação associativista, Torres começou a participar da Acic em 2002 com a formação do Núcleo Setorial de Corretores de Seguros.

Nesses anos todos, ele atuou na entidade como coordenador do Núcleo de Corretores, presidente do Conselho Deliberativo nas gestões do ex-presidente Valdinei Antonio da Silva, vice-presidente de Serviços nas gestões de Marcos Roberto Teixeira e vice-presidente na de Leopoldo Nestor Furlan. Torres assumiu a presidência da Acic em 24 de maio de 2013 e seria reeleito para mais uma gestão na metade do ano seguinte. Em junho de 2015, ele repassou o cargo de presidente ao sucessor, o atual presidente Alci Rotta Júnior.

José Torres Sobrinho nasceu em Manga, interior de Minas Gerais. Ele era técnico em Desenho Arquitetônico e corretor de seguros. Casado com Solesia, teve duas filhas, Rafaela e Gabriela. Torres, que chegou a Cascavel em 1975, iniciou sua carreira profissional em abril de 1976. Ele começou como contínuo da Itaú Seguros. Seu primeiro emprego foi como inspetor de produção da Nacional Seguros e gerenciou por quatro anos a sucursal regional da Real Seguros no Rio Grande do Sul.

Torres concluiu em Novo Hamburgo (RS) o curso de Corretor de Seguros da Fundação Escola Nacional de Seguros e em 1988 fundou, em Cascavel, a Tecla Corretora de Seguros que, a partir de 1995, passou a se chamar Golddencor Corretora de Seguros. Atualmente, o empresário integrava o Conselho Superior da Acic, formado por ex-presidentes da associação comercial. E era diretor da Caciopar. 

COMPARTILHE:

Comentários

Ao utilizar este espaço - enviando comentários - você automaticamente declara que concorda com os Termos de Uso do site.