Cidades

Detran-PR lança serviço de renovação automática da CNH

23/04/2013 às 00:00 - Atualizado em 01/09/2014 às 22:48

O governo do Paraná lançou ontem o serviço de renovação automática da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), disponível no novo site do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran). Com isso, não é mais necessário comparecer a uma unidade do Detran para repetir o processo de biometria, fotografia e agendamento de exame médico. A estimativa é que, por mês, 67 mil pessoas deixem de ir ao Detran e recebam a CNH em casa.

“Esse é mais um passo no sentido de tirar o Paraná do atraso”, afirmou o secretário estadual da Segurança Pública, Cid Vasques, que representou o governador Beto Richa no lançamento do serviço. “O objetivo do governador é fazer um Paraná melhor, mais justo, mais seguro e voltado ao cidadão”, declarou Vasques.

O motorista receberá pelo correio o aviso que sua carteira está para vencer, e poderá agendar a consulta médica pela internet e, depois de concluído o processo, receberá o documento em casa. Aproximadamente 67 mil pessoas receberão o aviso todos os meses. “Ainda neste ano, temos mais de 373 mil renovações a serem feitas. Com este processo, quase 66% do total previsto para o ano serão feitas de forma não presencial”, afirmou o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. 

COMO FUNCIONA

O motorista vai receber, com aviso de vencimento da carteira, o boleto com código de barras para o pagamento da taxa, que continua no valor de R$ 106,29. Depois, ele deverá agendar, pelo site www.detran.pr.gov.br/renovacnh, a consulta médica, exigida pela legislação de trânsito. Na clínica, será feita a biometria – identificação do motorista pela impressão digital, que garante a segurança do processo.

Depois de aprovado no exame de saúde física, o Detran emitirá automaticamente a nova CNH, usando a fotografia do documento anterior. O documento chegará no endereço cadastrado em dez dias úteis. “Só devem ir ao Detran motoristas com suspensão ou demais impedimentos para a renovação, ou que optem por refazer a fotografia, por motivos pessoais”, explicou Traad. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade